top of page

Gálatas 5.16-25 - Sendo restaurado pelo Espírito


Figura 1 - Homem orando a Deus



Gálatas 5.16-25 - "16 Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne.

17 Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis.

18 Mas,se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.

19 Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia,

20 idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,

21 invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus.

22 Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.

23 Contra essas coisas não há lei.

24 E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.

25 Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito."


Essa é mais uma das Epístolas que Paulo deixou para nós, através da revelação do Espírito Santo de Deus.


E essa epístola, diferente das demais, é a única epístola que Paulo endereçou a um grupo de igrejas, pois Galácia não era uma cidade, mas sim uma região da Ásia Menor, que incluía as cidades de Antioquia, Icônio, Listra e Derbe.


Essa epístola também é a mais apologética de Paulo, ou seja, é a que mais ele faz a defesa da fé, justamente porque naquela região existiam muitos legalistas na igrejas, que eram chamados de judaizantes.


Os judaizantes, ensinavam que determinadas leis do AT ainda eram obrigatórias para os Cristãos e que só as cumprindo é que experimentariam a completa salvação. E Paulo, de posse dessas informações, reagiu com veemência, defendendo a fé de Jesus Cristo.


E Paulo, de posse dessas informações, reagiu com veemência, defendendo a fé de Jesus Cristo.

E durante os 6 capítulos desta epístola, podemos dividi-lá em 3 partes:


Nos capítulos 1 e 2, Paulo defende sua autoridade apostólica, ou seja, ele era uma prova viva de que Jesus muda a vida de um homem. E quando somos prova real de uma mudança de vida, Deus nos enche de propriedade para dizer o quanto Ele é bom! 


Deus quer te lembrar a cada manhã que você é prova viva de que Ele age onde existe um coração quebrantado e disposto a amá-lo! E a partir desse momento, precisamos ser defensores da fé e levar para o mundo o amor que há em Cristo Jesus.


Nos capítulos 3 e 4, Paulo defende o evangelho e apresenta um série de argumentos e ilustrações para provar a inferioridade da lei em relação ao evangelho. Paulo diz "É evidente que, pela lei, ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé". Ou seja, não é o que seguimos no mundo que nos levará para próximo de Deus, mas sim o que aprendemos com Deus e aplicamos no mundo, pois o justo viverá pela fé.


Paulo também diz que "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós, porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro". Eu e você precisamos lembrar todos os dias do amor sacrificial de Jesus por nós.


Paulo escreveu em Gálatas 4.3-5 a seguir:


3 Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos à servidão debaixo dos primeiros rudimentos do mundo;

4 mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,

5 para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.


Jesus nos resgatou da servidão para nos chamar de filho.  Ele nos deu condições de, mesmo com tantos problemas e tantas lutas, termos forças e fé para continuar lutando.


Ele nos deu a chance de mesmo errando, como nós erramos todos os dias, de recomeçarmos pois a sua misericórdia se renova a cada manhã e ela é a causa de não sermos consumidos.


Ele nos deu a oportunidade de advogar por nós perante a Deus e parece que eu vejo Jesus falando pra Deus: "Pai, perdoa ele, eu já estive lá em forma de homem e sei o quão duro é lidar com o mundo. Perdoa ele Pai, perdoa!" E aí o Espírito Santo vem ao teu encontro e te dá a direção correta, te convencendo do pecado, do juízo e da justiça!


Deus precisa ser a sua primeira opção para todas as ocasiões. O povo que morava aos redores de Jerusalém, subiam até a até a cidade para participar das festas da Páscoa, Tabernáculos e Pentecostes e quando o povo subia até lá, eles cantavam alguns Salmos que foram denominados de Cântico do Degraus e o Salmo 121 era um deles.


E no caminho, cheio de montanhas, existiam salteadores que deixavam o povo com certo medo durante esse caminho, mas aí é que vem o segredo de quem é dependente de Deus, eles cantavam justamente o Salmo 121:


1 Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?

2 O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.

3 Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.

4 Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.

5 O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita.

6 O sol não te molestará de dia, nem a lua, de noite.

7 O Senhor te guardará de todo mal; ele guardará a tua alma.

8 O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.


Lembre-se que o nosso socorro vem do Senhor. Ele não cochila e nos guarda de todo o mal. Esse tem que ser o cântico entoado pela nossa boca todos os dias. Temos que declarar para o inferno ouvir o poder do nosso Deus.


Nos versículos 5-6, Paulo defende a ética cristã, exortando os gálatas para usarem adequadamente as suas habilidades cristãs ao invés de dar licença para o pecado.


E é nesse trecho que está inserido o texto base desta postagem.


As obras da carne, nós que produzimos, por causa da nossa natureza pecaminosa e essas obras são processadas no laboratório do nosso coração. Porém, o fruto do Espírito não é uma obra nossa, nem nada do que somos ou fazemos, ou seja, não vem do homem, mas sim uma operação sobrenatural e extraordinária do Espírito Santo em nós.


É uma obra única dentro de nós. São as virtudes de Cristo que o Espírito coloca em nós. Todas as virtudes do fruto do Espírito representam o caráter de Cristo que é esculpido em nossa vida pela obra do Espírito Santo em nós, nos transformando de glória em glória!


O Espírito Santo quer lapidar as nossas vidas, nos trazendo para reflexões que tem nos afastado dessa plena lapidação. Ou seja, Deus tem um trabalho lindo para contigo, mas para isso, precisamos nos afastar daquilo que nos afasta de Deus pra uma obra limpa, linda e eficaz!


O Espírito Santo de Deus traz em nossos corações essa mensagem, não em forma de acusação, mas em forma de reflexão, de tudo aquilo que nos tem afastado dele. E da mesma forma que ele nos faz refletir, Ele tem o poder de nos limpar, de nos renovar, de nos restaurar, nos dando condições de estarmos em lugares altos, onde o pecado não será maior do que a Glória de Deus em nossas vidas. 


Faça da palavra de Deus a sua regra de vida.


É o fruto do Espírito que evidencia a espiritualidade de uma pessoa e não os dons Espirituais!!!!


O fruto do Espírito é a manifestação externa de um obra interna do Espírito Santo em nós.


E é essa obra que o Espírito Santo quer fazer em você, deixando toda a impaciência, o mal, o rancor, a mágoa de lado e que a manifestação externa da sua vida seja o fruto do Espírito!


Que essa reflexão seja a direção que precisava para entender quem, de fato, é o dono da sua vida.


Encaminhe essa mensagem para alguém que precisa dessa direção!







214 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2 Post
bottom of page